ANGST IN MY PANTS

- Arquivos:
Março 2007
Abril 2007
Maio 2007
Junho 2007
Julho 2007
Agosto 2007
Setembro 2007
Novembro 2007
Dezembro 2007
Janeiro 2008
Fevereiro 2008
Março 2008
Maio 2008
Março 2009

- Links:
1 pouco mouco
a suavidade do extintor
amador feliz
hit da breakz
j. m. l.
knock is there
ladies love cool r
memory lane
muito tempo
o sofá verde
o som e a fúria
provas de contacto
secretos de porco
sound + vision
um amigo pop
woodstock no deserto

- Muxtape

- Google Reader:

- E-mail:
anapatricia (at) gmail.com

[feeds]



23 janeiro, 2008

Diz-se que

Cabe ao jornalismo cultural escapar à limitação temática de lançamentos de CDs, livros e exposições de artistas consagrados para poder, enfim, compreender o sentido forte de cultura, explorando mais as implicações das obras na sociedade do que, propriamente, reduzir-se a uma agenda de eventos. Falta mais análise e mais interpretação (no sentido de estabelecer relações múltiplas e complexas) – o que:

--- exige uma perspectiva aberta para as obras humanas sem classificá-las em paradigmas redutores, o que

--- implica abandonar o lugar-comum das análises de viés teórico frankfurtiano, evitando uma distinção maniqueísta entre “alta” e “baixa” cultura, entre indústria cultural e cultura erudita, ou entre mercado e arte.

--- Demanda-se, para isso, uma postura mais reflexiva, democrática e menos preconceituosa, que são importantes fundamentos para definir o que é o jornalismo cultural.

Isabelle Anchieta de Melo, em: Jornalismo cultural: por uma formação que produza o encontro da clareza do jornalismo com a densidade e a complexidade da cultura (2007)

21 janeiro, 2008

Das últimas semanas: links

--- A Associated Press já escreveu o obituário de Britney Spears.

--- "Hypothesis: Céline Dion is amazing". (mais provas: 1 | 2)

--- A música de Sean Paul provoca ataques de epilepsia musicogénica.

--- "We're Brothers Forever": o melhor concorrente de sempre do American Idol?

--- Idolator Pop Critics Poll de 2007: álbuns, canções, artistas, reedições, listas e comentários individuais, ilustrações, mixes (alguns com mp3s respectivos)

--- Uma das melhores surpresas dos últimos tempos em formato blog: a suavidade do extintor ("Dubstep e grime. Nada mais".)

15 janeiro, 2008

01/01/08 - 15/01/08

Uma lista das canções e álbuns que mais tenho ouvido/apreciado nas últimas semanas (= mais uma desculpa pobre para actualizar o blog):

Kelly Rowland - "Work (Freemasons remix)"
Freemasons - Unmixed
Private - My Secret Lover
Michael Jackson - Thriller
Girls Aloud - Tangled Up
Frankie Valli & the Four Seasons - "Beggin' (Pilooski re-edit)"
T2 - "Heartbroken (feat. Jodie Aysha)"
Britney Spears - "Lucky" / "Everytime" / "My Prerogative" / Blackout
Gabriella Cilmi - "Sweet About Me"
Blackstreet - "Don't Leave Me"
Ashanti - "Rescue"
Teedra Moses - "Complex Simplicity"
Alicia Keys - "No One"
The-Dream - Love Hate
Flo-Rida - "Low (feat. T-Pain)"
Snoop Dogg - "Sensual Seduction (remix) (feat. Lil' Kim)"
Hot Chip - "Wrestlers"

--- Gabriella Cilmi é uma australiana que aparece agora, tal como Adele ou Duffy, na ressaca (a expressão é tão má, óbvia e foleira que tinha de a usar) de Amy Winehouse. A voz é bastante boa (e ela ainda só tem 15/16 anos), excepto quando faz lembrar a da (argh) Anastacia. "Sweet About Me" é o primeiro single de um álbum que tem as mãos de Brian Higgins (Xenomania), o que é, desde já, um óptimo presságio. A não ser que se tenha lembrado de fazer uma versão-balada dos Pretenders.
--- "Wrestlers" dos Hot Chip é uma aproximação muito estranha à articulação rítmica do estilo vocal de R. Kelly. É também uma canção sobre wrestling amigavelmente dirigida a James Murphy. Mas a coisa não resulta como devia (talvez por lhes faltar a imaginação erótica do mestre). Pelos vistos um dos vocalistas dos Hot Chip esteve a trabalhar com Green Gartside, o que não é estranho mas é curioso.
--- Quem também deve gostar muito de Gartside e dos Scritti Politti são os Private. O álbum é a combinação perfeita de pop de '80s + ornamentações electrónicas contemporâneas + atenção esmerada à escrita de canções + reverência saudável a Prince e Michael Jackson. Tudo num álbum de 35 (!!! :)) minutos. Pontos extra para o vocalista, pela voz e por ter produzido "Move Your Feet" dos Junior Senior (oh yeah).
--- Até o baterista dos Blink 182 gosta da "Low" de Flo-Rida/T-Pain. Muito.